em matéria
em em vídeo
em convidado
Últimas Notícias
Convidados
Fale conosco Expedinte/Termos de uso [email protected] Whatsapp 55 67 3355 4794 © Copyright 2017. Todos os direitos reservados à
MULTIPLIX - Planejamento, Mercado e Tecnologia

POLÍTICOS

© Jefferson Rudy

"Eu quero dizer esses pregadores que a minha resposta a todos esses números aqui, esse número aqui de vítimas das pandemias. Tirei meu nome e coloquei para que não haja dúvidas sobre o motivo pelo qual nós estamos aqui investigando. Se houve genocídio, se houve, quem é o responsável? Ou quem são os responsáveis?"

RENAN CALHEIROS, senador, relator da CPI da Covid-19 no Senado Federal, diante de uma placa que substituiu seu nome na mesa pelo número 428.7256, em alusão às mortes da pandemia no Brasil, durante sessão que ouviu Carlos Murillo, da Pfizer na América Latina e ex-presidente da farmacêutica no Brasil. Brasília, quinta-feira, 13 de maio de 2021.

Reprodução

“Ao tratar como vítimas traficantes que roubam, matam e destroem familías, a mídia e a esquerda os iguala ao cidadão comum, honesto, que respeita as leis e o próximo. É uma grave ofensa ao povo que há muito é refém da criminalidade. Parabéns à Polícia Civil do Rio de Janeiro!”

JAIR M. BOLSONARO, presidente da República, em publicação sua conta no Twitter, ao parabenizar a Polícia Civil pela operação na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, que deixou um saldo de 28 mortos e é alvo de pedido de investigação pelo Supremos Tribunal Federal (STF) por indícios de “execução arbitrária”. Domingo, 9 de maio de 2021.

Reprodução

“A segurança pública é uma questão que tem se tornado mais grave até porque o país, nos últimos anos, fez opção pelo combate à corrupção no lugar de combater bandido. Essa é a realidade”.

CARLOS MARUN, ministro da Secretaria de Governo de Michel Temer, em encontro promovido pela Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), além de criticar a Polícia Federal por “não estar combatendo a criminalidade”, o que tem aumentado a onda de violência no país. Quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018.

Reprodução

“Se a gente ampliar prazo, não vota nada. Então, o prazo é fevereiro, e ponto final. Eu acho que tem tempo. Todo mundo tem clareza do seu problema fiscal, todos os governadores. Os parlamentares também têm clareza da necessidade da reforma, com todas as dificuldades”. 
 

RODRIGO MAIA, presidente da Câmara, depois da sessão solene de início dos trabalhos legislativos acerca da votação da reforma da Previdência. Brasília, segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018.

Reprodução

“A proposta, como enfatizado aqui [no Conselho], tem essa gravidade de alterar o modelo do Estado que temos. Parece simples a fórmula de autonomia funcional e administrativa, mas ela atinge o que há de mais essencial no modelo de separação de Poderes e no modelo de freios e contrapesos”.
 
RAQUEL DODGE, procurado-geral da República, ao se posicionar contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 412/09, que pretende dar autonomia funcional e administrativa à Polícia Federal (PF), órgão atualmente subordinado ao Ministério da Justiça. Terça-feira, 11 de novembro de 2011.

Reprodução

"Vou colocar isso pra ver como é".
 
ANDRÉ PUCCINELLI, ex-governador de Mato Grosso do Sul após colocação de tornozeleira eletrônica após condução coercitiva pela Polícia Federal no cumprimento de mandado expedido dentro da Operação Lama Asfáltica. Campo Grande, quinta-feira, 11 de maio de 2017.

Reprodução

"Há um natural receio de que, colocado em liberdade, [Dirceu] venha a furtar-se da aplicação da lei penal", A prudência recomenda então a sua submissão à vigilância eletrônica e que tenha seus deslocamentos controlados".
 
SÉRGIO MORO, juiz federal, ao decidir, em despacho, que o ex-ministro José Dirceu use tornozeleira eletrônica ao deixar a prisão por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF). Curitiba, quarta-feira, 3 de maio de 2017.

Reprodução

"A tarefa maior, neste instante, é não permitir que essa loucura que o Eduardo Cunha fez ontem tenha prosseguimento. Acho que é preciso decidir isso logo. Decide logo, porque se a gente for esperar passar o Natal, passar fevereiro, passar o carnaval, passar não sei das quantas, qual será o clima político deste país? Qual investidor que vai querer investir aqui no Brasil? Qual o empresário brasileiro que vai querer colocar dinheiro na economia, se o sistema político não tiver pelo menos apaziguado?"
 
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, ex-presidente da República, defendeu rapidez na decisão do Congresso sobre o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Para ele, o país não pode ficar esperando por muito tempo sem uma definição desta questão política. Rio de Janeiro, quinta-feira, 3 de dezembro.

Reprodução

"A nota do Partido dos Trabalhadores é intempestiva, oportunista e covarde". 
 
RENAN CALHEIROS, presidente do Senado, ao comentar nota do presidente do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, emitida acerca da prisão do senador Delcídio do Amaral, acusado de tentar obstruir as investigações da Operação Lava-Jato. Brasília, quarta-feira, 25 de novembro.

Reprodução

"Que loucura, que idiota. Coisa de imbecil".
 
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, ex-presidente, em almoço na CUT ao comentar a prisão do senador Delcídio do Amaral, líder do PT no Senado. Delcídio foi preso sob a alegação de tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. São Paulo, quarta-feira, 25 de novenbro.
exito Neex Brasil - Criação e Desenvolvimento de Sites
55 (67)3355 4794

"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade."
George Orwell